Osteopatia

Uma parceria com : Dr. Jorge Moita (Osteopata Biomecânico Exclusivo

13199527_241878742849694_219794515_o

Osteopatia e Biomecânica:

Existe hoje várias praticas da osteopatia que a Organização Mundial de Saúde (OMS) dividiu em 5 modelos: O modelo biomecânico, o modelo respiratório/circulatório, o modelo neurológico, o modelo bio-psicosocial e o modelo bioenergético.

A osteopatia biomecânica é a única que permite enquadrar o raciocínio da prática do terapeuta a fim de assegurar a segurança do paciente, ao serviço da eficácia terapêutica. Os actos realizados pelo osteopata biomecânico (manipulações, mobilizações, técnicas musculares…) são os únicos referenciados nas recomendações de boas práticas estabelecidas pela Alta Autoridade de Saúde Francesa (Processo em curso de atualização na ACSS). As indicações, contra-indicações, benefícios e riscos são claramente definidos pela investigação clínica.

Ser osteopata biomecânico é :

– Saber dar um diagnóstico ao paciente.

– Saber explicar qual foram os parâmetros biomecânicos alterados que fizeram aparecer a patologia

– Saber efetuar um tratamento que tenha um reconhecimento clinico comprovado

– Ter a capacidade de encaminhar o paciente para outros profissionais de saúde para resolver a sua patologia.

– Praticar uma osteopatia racional, onde tentamos ser pragmáticos quando tomamos uma decisão para tratar o paciente ou o orientar na rede de saúde multidisciplinar.

Quando consultar um osteopata?

Graças à perícia biomecânica, posso tratar as patologias mecânicas agudas (torticolos, lumbagos, entorses…) ou crónicas (artrose, lombalgias crónicas…). Todo profissional de saúde deve ter o foco de definir o seu âmbito de ação a fim de permanecer competente na sua área.

Por isso, depois da anamnese (diálogo que visa a avaliação do paciente) , uma analise dos exames complementares (raio X, taco, ressonância magnética, analises de sangue…) e um exame físico, a minha abordagem biomecânica permite-me afirmar se a patologia que apresenta o paciente se enquadra no meu âmbito de competências. Caso contrário o paciente devera ser orientado para o profissional de saúde adequado (médico de família, reumatologista, podologista, fisioterapeuta, urgências…). Este é o método profissional e seguro  que utilizo com todos os pacientes (Recém-nascidos, mulheres gravidas, músicos, adultos, desportistas de alto nível ou pessoas idosas). Poderá encontrar em seguida uma lista não exaustiva de transtornos funcionais que poderão ser tratados:

13112582_241889239515311_1114100161_o

Dr. Jorge Moita

Formação:

Formado em Osteopatia pela Escola Superior de Osteopatia Biomecânica de Paris  (Diploma de Osteopata Exclusivo)

  • – 4 Anos de estudos na OSTEOBIO (Escola Superior de Osteopatia Biomecânica de Paris )
  • – 1 Ano de estudos na EOP (Escola de Osteopatia de Paris)
  • Ambas as duas escolas credenciadas pelo ministério da Saúde Francesa
  • 4860 horas de curso + 2800 horas de pratica clinica 500 pacientes tratados
  • 2 clinicas integradas em hospitais de Paris
  • Dissertação de fim de estudos sobre a “modificação da atividade neuromuscular pós manipulação”.
  • Membro da Associação Portuguesa dos Profissionais de Osteopatia – OSTEOPAT com o número de associado 274
  • Registado na Federação dos Osteopatas de Portugal com o número 285
  • Cédula Profissional Francesa na HAS: 9F000000065
  • Cédula Profissional Portuguesa na ACSS: em processo

Informações:

  • Marcações: 963 786 275
  • 1º consulta: 1 hora
  • Consultas seguintes: 30 a 45 minutos
  • Preço: 45€
  • Não se aceitam pagamentos por cartão multibanco
  • IMPORTANTE: Na primeira consulta em trazer os seus últimos exames clínicos (Raio X, Taco, IRM, analises de sangue), boletim de saúde.